“A Santa Sé fará todo o possível pela paz na Europa Oriental”

0 25

O papa Francisco acompanha “com muita atenção o que está acontecendo com a Igreja greco-católica ucraniana e assegurou que a Santa Sé fará todo o possível para zelar pela paz na Europa Oriental, visando, em especial, evitar qualquer escalada do conflito”. A declaração é de Sua Beatitude Sviatoslav Shevchuk, arcebispo maior de Kiev, que ontem foi recebido em audiência no Vaticano pelo papa e depois pelo cardeal secretário de Estado, Pietro Parolin.

Um comunicado divulgado hoje pelo Departamento de Informação da Igreja greco-católica ucraniana, reproduzido por vários jornais, informa que Sua Beatitude relatou ao Santo Padre “tudo o que aconteceu na Ucrânia nos últimos três meses”, destacando que “a missão da Igreja greco-católica ucraniana sempre foi a de estar com as pessoas e no meio das pessoas”.

O arcebispo explicou ao papa Francisco os motivos pelos quais os sacerdotes “foram à Praça Maidan junto com o povo” e também falou do papel do Conselho das Igrejas e Organizações Religiosas de toda a Ucrânia na “construção da paz” no país. “O Santo Padre expressou solidariedade para com o povo ucraniano no meio do sofrimento e dos perigos que o povo agora tem pela frente”.

Sua Beatitude, continua o comunicado, recordou ainda ao papa que, “durante o comunismo, a Igreja greco-católica ucraniana pôde sobreviver graças à união com o Sucessor de Pedro”. Bergoglio assegurou a Sviatoslav Shevchuk que “nunca faltará a proteção da Santa Sé à Igreja greco-católica ucraniana”.

No final da audiência, o papa Francisco deu a bênção apostólica a todo o povo da Ucrânia, abalado pelos tumultos e pela violência dos últimos meses.

Fonte: Zenit.org

Tagged with:

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *