afetividade e sexualidade

Afetividade e Sexualidade

0 1440

Duas palavrinhas tão faladas e discutidas, mas muito misturadas e confundidas.
Você sabia que uma é diferente da outra? E que elas se complementam?
A afetividade e a sexualidade são duas forças enormes que Deus colocou em nós e que não deu aos animais. Essas forças bem orientadas e bem usadas se tornam belas energias e nos fazem felizes; mas usadas de forma desequilibrada, podem gerar muitas dores e lágrimas.Quando falamos de afetividade, mostramos a relação que pode existir entre os indivíduos; na qual tanto um quanto outro vão buscar sua afetividade juntos. Vão dar início a um novo processo de amar e de ser afetivamente unidos em particular. Você pode ser uma pessoa afetuosa com seu pai, sua mãe, com sua amiga, com seu amigo, com um desconhecido, com seu marido, com sua esposa. A afetividade é amor, puro e de maneira santa. Então, essa afetividade é muito mais abrangente no nosso interior do que nós imaginamos. E realmente ela está a nível dessa capacidade de imaginar um sentimento, de conviver com as diferenças, de amar e demonstrar esse amor de maneira equilibrada.
A afetividade vem trazer a sexualidade, que é muito mais que um órgão genital. Vai da ponta do dedo do pé até o último fio de cabelo. Parte do meu olhar para o sentimento e volta para o meu pensamento, atingindo a minha vontade, a minha ação e os meus gestos. É a expressão máxima do ser masculino e a expressão máxima do ser feminino. O masculino com todo seu jeito, todo seu cheiro, a sua maneira de falar, o seu grave na voz, o seu órgão genital… É uma necessidade que se for dada continuidade resultará em uma sexualidade de amor, e não uma sexualidade de puro sexo.
 
Porém, atravessamos a sexualidade e chegamos a genitalidade e esquecemos que a afetividade traz a sexualidade, no tempo certo, e dai irá a genitalidade. A sexualidade tem que ser um exemplo de equilíbrio. “Não ofereceis mais vossos membros ao pecado como armas de injustiça” (Rm 6, 13).
  
É necessário acreditar que não somos seres vazios, Deus habita em cada um de nós, somos templo do Espírito Santo. A partir do momento em que descobrimos isso passamos automaticamente a nos auto-respeitarmos e respeitar mais as outras pessoas. Aí sim praticaremos nossa afetividade. Entendendo o significado da afetividade, temos uma sexualidade orientada e condizente com o amor que a torna verdadeiramente humana. A sexualidade deve vir no tempo certo e ser vista como forma deixada por Deus para continuidade da espécie, afinal somos procriadores. O amor é a chave de uma vida jovem no Espírito. “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como bronze que soa, ou como címbalo que retine” (I Cor 13,1). 
 
Para nos ajudar a viver bem nossa afetividade e sexualidade fica a dica de dez conselhos em afetividade e sexualidade para jovens de Billy Grahan publicado:
 
  1. Evite más companhias. Se você andar com maus elementos ficará dominado por eles. A Bíblia diz: “Retirai-vos do meio deles, não toqueis em coisas impuras” (II Co 6).
  2. Evite o segundo olhar. Você não pode controlar o primeiro, mas pode evitar o segundo, que se torna cobiça.
  3. Discipline suas conversas. Evite piadas e histórias com sentido duvidoso. “As más conversações corrompem os bons costumes” (I Co 15:33)
  4. Tenha cuidado com a maneira de vestir-se. Deve ser um assunto entre você e Deus as roupas que usa. Uma jovem recém-convertida falou: De agora em diante vou vestir-me como se Jesus fosse o meu acompanhante.
  5. Escolha cuidadosamente os filmes e programas de televisão que assiste.
  6. Tome cuidado com o que você lê. Muito da literatura contemporânea apela ao instinto sexual.
  7. Esteja em guarda com respeito a seu tempo de folga. Davi tinha o tempo em suas mãos, viu Beteseba e caiu em complicações.
  8. Faça uma regra de nunca se envolver em namoro pesado. Jovens cristãos deviam orar antes de cada encontro. A moça que tem Jesus Cristo em seu coração possui um poder sobrenatural para dizer “não” aos avanços de qualquer rapaz. E o rapaz que conhece Jesus Cristo tem poder para disciplinar sua vida.
  9. Gaste muito tempo com as Escrituras. O salmista disse: “Guardo no meu coração a tua palavra para não pecar contra ti”. (Sl 119:11). Memorize versículos e quando a tentação chegar cite-os. A palavra de Deus é a única coisa à qual satanás não pode se opor.
  10. Tenha Jesus Cristo em seu coração e vida. Deus o ama e uma forte fé Nele tem guardado muitos homens e mulheres de cometer imoralidades (I Jo 2:14)
             Que a Virgem Maria nos ajude a viver bem nossa afetividade e sexualidade, aos moldes do que Jesus sonhou pra cada um de nós!
            Abraços fraternos em Cristo!
 
 
Silvia Enes
Com. Mariana Resgate

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *