Bispos pedem iniciativas para reconstruir a Colômbia

0 13

O deslizamento de terra na cidade de Mocoa, capital do departamento de Putumayo, no Sul da Colômbia, deixou pelo menos 254 mortos, dos quais 62 crianças, de acordo com o último relatório divulgado pelas Forças Armadas do país, que estão trabalhando no resgate.

Segundo o comunicado, a tragédia que atingiu Mocoa na madrugada deste sábado, 1, fez ainda 400 feridos e deixou 200 pessoas desaparecidas.

As águas dos rios Mocoa e SanBoyaco carregaram diversas casas, postes de eletricidade, veículos, árvores, e destruíram pelo menos duas pontes, acrescentou o Exército, cujos soldados apoiam os trabalhos de resgate e socorro. Os bairros atingidos são 17. O município de 40 mil habitantes está sem energia elétrica e água.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, declarou estado de “calamidade pública” para agilizar as operações de resgate e ajuda, segundo escreveu no Twitter. A Cruz Vermelha, o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Defesa Civil participam das operações de salvamento.

Os Bispos colombianos convidaram a rezar pelos mortos e pediram a Deus a força para os que foram atingidos pela calamidade. Em nota, a Conferência Episcopal da Colômbia convida as comunidades eclesiais, as pessoas e instituições de boa vontade a empreender iniciativas para ajudar de modo eficaz o caminho da reconstrução.

A “onda de inverno” na América do Sul não afetou somente a Colômbia. O Peru vem enfrentando desde o início do ano chuvas e deslizamentos de terra que até o momento deixaram 101 mortos e mais de um milhão de afetados.

Fonte: Canção Nova Notícias

(Visited 1 times, 1 visits today)

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *