Cristãos precisam de confiança e esperança. Os seus sofrimentos são chagas do Corpo de Cristo: Papa Francisco ao "Catholicos" da Igreja Arménia da Cilícia

Cristãos precisam de confiança e esperança. Os seus sofrimentos são chagas do Corpo de Cristo: Papa Francisco ao “Catholicos” da Igreja Arménia da Cilícia

0 55

Confiança e esperança para enfrentar as dificuldades que se apresentam aos cristãos, nomeadamente no Médio Oriente – foram as duas palavras de fé e encorajamento evocadas pelo Papa Francisco, acolhendo nesta quinta-feira de manhã Aram I, Catholicos (chefe) da Igreja Arménia Apostólica da Cilícia, com a delegação que o acompanhava.
Antes de mais teve lugar um colóquio privado seguindo-se-lhe, na Sala Clementina, o encontro com a Delegação oficial e com certo número de fiéis da Igreja Arménia. Finalmente, na Capela “Redemptoris Mater”, do Palácio Apostólico, teve lugar um momento de oração comum. No discurso que dirigiu ao líder religioso da Igreja Arménia e ao séquito e fiéis, o Papa Francisco começou por congratular-se pelas relações fraternas, crescentes, com a Igreja católica arménia, considerando-as um autêntico dom de Deus. Recordando o empenho do Catholicos Aram I a favor da causa da unidade entre todos os crentes em Cristo, nomeadamente no apoio dado ao Conselho das Igrejas do Médio Oriente e na Comissão mista de diálogo entre a Igreja Católica e as Igrejas Ortodoxas orientais, afirmou o Papa:
“Neste caminho em direcção à plena comunhão, partilhamos as mesmas esperanças e o mesmo empenho responsável, conscientes de caminhar assim na vontade do Senhor Jesus Cristo”.O Papa Francisco referiu também a dolorosa história do povo e dos cristãos da Arménia, “história de provações e sofrimentos aceites corajosamente por amor de Deus”, como um povo peregrino… “A história de emigração, perseguição e martírio de tantos fiéis – observou o Santo Padre – deixou profundas feridas nos corações” dos arménios.
“Devemos ver e venerar (essas marcas dolorosas) como feridas do próprio corpo de Cristo: é precisamente por isso que elas são também causa de uma inabalável esperança e confiança na misericórdia providente do Pai.

Fonte: News.va

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *