Eucaristia nosso maior tesouro

0 23

Uma das coisas que mais me deixa intrigada é a fidelidade de Jesus e sua insistência em permanecer conosco mesmo após sua morte na cruz para nossa redenção! Ele desce do céu, assume nossa condição humana, resgata-nos da morte eterna, nos devolve o céu – a oportunidade de estar com Ele para sempre! Mas parece que isso ainda não é tudo! O desejo do Senhor é nos ter, estar conosco e nos unir como um só e por isso Ele promete estar conosco convosco todos os dias, até o fim dos tempos’ (Mt 28,20). E o mais belo de se ver e de viver é essa promessa sendo cumprida todos os dias em cada EUCARISTIA.

‘O nosso Salvador instituiu na última Ceia, na noite em que foi entregue, o sacrifício eucarístico do seu corpo e do seu sangue para perpetuar no decorrer dos séculos, até ele voltar, o sacrifício da cruz, e para confiar assim à Igreja, sua esposa amada, o memorial da sua morte e ressurreição: sacramento de piedade, sinal de unidade, vínculo de caridade, banquete pascal ‘em que se recebe Cristo, a alma se enche de graça e nos é dado o penhor da glória futura’ (Constituição Sacrosanctum Concilium nº 47 (Concílio Vaticano II))’. A Ceia ‘torna presente’ através dos tempos o único sacrifício de Cristo, para que possamos participar dele e sermos salvos. E o Cristo que havia assumido nossa humanidade faz com que em cada comunhão, sejamos transformados e nos tornemos mais parecidos com Ele.

Não é para ficar numa âmbula de ouro, que Jesus desce cada dia do céu, mas para encontrar um outro céu, o da nossa alma, onde ele encontra as suas delícias”, diz-nos Santa Teresinha. É para fiz conosco, para relacionar-se conosco! Sem truques, sem reservas, sem divisões. E isso tudo por que? Por seu amor infinito por nós! Na Euscaristia Ele nos santifica, une o humano com o divino como diz nossa fundadora Danusa. É mais que um presente, mais que uma graça, um sacramento, é a promessa e a fidelidade de Cristo professada, vivida e experimentada todos os dias.  

É verdade que vivemos em uma luta, na busca por ser de Deus, ter a Deus, sermos santos. Mas o próprio Jesus deu-nos uma caminho:  “Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mt 6,19-21). Se queremos ter Deus, se desejamos o céu, precisamos ter a Eucaristia como tesouro! Se assim fizermos, nosso coração desejará ardentemente a Deus e NADA será capaz de parar ou deter sua busca, NADA será capaz de te roubar o céu, pois Jesus não pode ser vencido. “O demônio teme a alma unida a Deus como ao próprio Deus” (São João da Cruz). Valorizemos a Eucaristia, busquemos incessantemente, ela é o meio certo para a união perfeita com Jesus, pois é Ele mesmo quem nos encontra, quem vem a nós! Tenha a Eucaristia, Jesus vivo como seu tesouro e seu coração será morada eterna do Cristo!

 

Silvia Enes Marques

Comunidade Mariana Resgate

Tagged with: , ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *