imaculada_conceicao-1

Imaculada Conceição

0 38

  
Irmãos, hoje celebramos um dia muito importante para toda a igreja. É com o coração cheio de alegria que comemoraremos proclamação que o Papa Pio IX, na Bula Ineffabilis Deus fez do dogma da Imaculada Conceição.
Mas primeiramente é importante que saibamos o que é um dogma, segundo o Catecismo da Igreja Católica, pág. 36, parágrafos 88 e 89 podemos ler:
O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define dogmas, isto é, quando, utilizando uma forma que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, propõe verdades contidas na Revelação divina ou verdades que com estas têm uma conexão necessária”.

“Há uma conexão orgânica entre a nossa vida espiritual e os dogmas. Os dogmas são luzes no caminho de nossa fé que o iluminam e tornam seguro. Na verdade, se nossa vida for reta, nossa inteligência e nosso coração estarão abertos para acolher a luz dos dogmas da fé
”.
Sendo assim, dogma consiste em verdades reveladas por Deus e proposta pela igreja à nossa crença. A igreja não cria dogmas, apenas confirma a existência dessas verdades, com a autoridade a ela confiada pelo Cristo, sob a assistência infalível do Espírito Santo que impede a igreja de errar no exercício do seu magistério solene. 
E agora que já sabemos o que é um dogma, podemos conhecer o que confessa o dogma da Imaculada Conceição, que também podemos encontrar no Catecismo da Igreja Católica, pág. 138, parágrafo 491:
“A beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua Conceição, por singular graça e privilegio de Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda a mancha do pecado original”.
Ou seja, Maria na sua concepção foi privada do pecado original, desde o momento que ela foi concebida ela já era resplandecente de uma santidade absoluta, única, também Eva possuía inicialmente a graça santificante, porém, ela perdeu pela desobediência. No entanto Maria, em sua vida inteira não houve um momento sequer, que ela desagradou o coração de Deus.
E por isso que hoje juntamente com nossa amada igreja celebramos a nossa Mãe Santíssima que foi criada sem pecado e assim continuou graças a sua fidelidade a Deus, que de um modo especial nesta data ela interceda para que nós nos afastemos cada vez mais do pecado, e nos aproximemos da santidade que o Senhor espera de nós.
 
Andrea Esteves

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *