Madre Tereza de Calcutá: a boa Samaritana

0 110

No próximo dia 4 de setembro, a Igreja vai canonizar uma das santas contemporâneas mais populares: Madre Teresa de Calcutá. A Missa de canonização da religiosa será neste domingo, 4, presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano.

Ela foi beatificada pelo Papa João Paulo II no dia 19 de outubro de 2003, Dia Mundial das Missões. Na ocasião, o Pontífice a chamou de “Ícone do Bom Samaritano”, por ir a toda a parte para servir Cristo nos mais pobres entre os pobres. “Nem conflitos nem guerras conseguiam ser um impedimento para ela”, disse o Papa João Paulo II.

“Com o testemunho da sua vida, Madre Teresa recorda a todos que a missão evangelizadora da Igreja passa através da caridade, alimentada na oração e na escuta da palavra de Deus. É emblemática deste estilo missionário a imagem que mostra a nova Beata que, com uma mão, segura uma criança e, com a outra, desfia o Rosário”, ressaltou João Paulo II.

“Contemplação e ação, evangelização e promoção humana: Madre Teresa proclama o Evangelho com a sua vida inteiramente doada aos pobres mas, ao mesmo tempo, envolvida pela oração” (João Paulo II na homilia de beatificação)

Para o sacerdote dehoniano, padre João Carlos Almeida, autor do livro “O Milagre de Teresa”, a religiosa é, sem dúvida, uma santa de primeira grandeza. “Ela está nesse nível pela sua experiência mística, pela sua experiência radical de santidade. Ela é lúcida; você não precisa muito estudo para entender que ela é santa, ela não tem muita teoria de santidade. Ela tem a santidade em estado puro: você bate o olho e vê”, disse.

A canonização se dará pelo milagre da cura inexplicável de Marcílio Haddad Andrino que passou pela perseverança de sua esposa Fernanda Nascimento Rocha Andrino.

Confira: O milagre da canonização

                Vida de Tereza de Calcutá

Fonte:http://noticias.cancaonova.com

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *