Chris_Kudialis_NCR_Jul15_2014

“Memória e Missão”, exposição fotográfica que inaugura celebraçõs pelo aniversário da JMJ Rio 2013 teve início no Largo da Carioca

0 66

O arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, inaugurou junto com os bispos auxiliares a Exposição de Fotografia Memória e Missão da JMJ Rio2013, na manhã do dia 15 de julho, no Largo da Carioca. O evento abriu as comemorações de um ano da Jornada no Rio que serão realizadas até o dia 27 de julho. A programação transcorre dentro do projeto Memória e Missão da Arquidiocese do Rio de Janeiro, que visa celebrar o primeiro aniversário da JMJ Rio2013, recordando o encontro do Papa Francisco com os jovens do mundo e refletir sobre temas ligados à juventude.

“O objetivo é despertar a beleza daquilo que foi a Jornada Mundial da Juventude. Tenho certeza que muitos que passaram por aqui de um jeito ou de outro viveram a JMJ; seja acolhendo em casa, nas paróquias ou ainda participando em Copacabana”, destaca o cardeal.

Milhares de pessoas estiveram presentes no evento e outras milhares poderão vê-la em um dos espaços mais conhecidos e transitados da capital. As fotos destacam as principais atividades do Papa durante sua estadia na Cidade Maravilhosa onde cerca de 3 milhões de jovens do mundo inteiro se reuniram para partilhar a fé e a alegria do Evangelho junto do Santo Padre.

Falando em entrevista a Chris Kudialis, correspondente do Jornal The National Catholic Register, do grupo EWTN do qual ACI Digital também faz parte,  o cardeal falou sobre o intuito do evento: “O que vimos durante a JMJ permanece em nós, e tenho certeza de que vamos continuar a viver em nossos corações e trabalhos durante todos os dias. O mundo pode ser um lugar melhor quando os jovens se abrem para viver o Evangelho”.

A exposição itinerante é composta com 40 totens com duas fotos em cada um, totalizando 80 fotos. “Elas são dos voluntários que trabalharam como fotógrafos durante toda a JMJ. Não privamos nenhum deles de terem suas fotos expostas”, afirmou Kika Bastos, produtora da exposição.

“O que foi visto na Jornada permanece em nós e temos certeza que iremos levar no coração como prática de cada dia. E dizer que o mundo pode ser melhor quando os jovens se dispõem a viver aquilo que prega o Evangelho”, concluiu o arcebispo do Rio.

Fonte: AciDigital

Tagged with: ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *