Novas Comunidades

0 24

   “O Espírito que, ao longo dos tempos, suscitou numerosas formas de Vida Consagrada não cessa de assistir a Igreja, quer alimentando nos Institutos já existentes o esforço de renovação na fidelidade ao carisma original, quer distribuindo novos carismas a homens e mulheres do nosso tempo, para que dêem vida a instituições adequadas aos desafios de hoje. Sinal desta intervenção divina são as chamadas Novas Fundações, com características de algum modo originais relativamente às tradicionais. ” (Vita Consecrata, 62)

 
 Nascidas na Igreja e em comunhão com a Igreja, as Novas Comunidades realizam sua missão segundo o carisma que o Senhor lhe concedeu e diferenciam-se das comunidades paroquiais, eclesiais e das religiosas. Em 1988, na vigília de Pentecostes, São João Paulo II definiu as Novas Comunidades como a Nova Primavera da Igreja. Numa época ao mesmo tempo maravilhosa e cheia de desafios, Deus oferece uma nova primavera do Espírito para enfrentar as exigências da nova evangelização, caminhos novos para que a Boa-nova do Reino de Deus seja proclamada. Nesse contexto então, as Novas Fundações estão inseridas.
Vida Fraterna e compromisso com os conselhos evangélicos, são características que marcam as Comunidades de Vida e Aliança, porém sua originalidade vem de abranger o matrimônio, o celibato e o sacerdócio. Reúnem, em si, portanto, diferentes estados de vida numa única consagração.

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *