adeus

O Carnaval e a Igreja

0 31

O que é Carnaval? Quando surgiu? O que a Igreja propõe?
A palavra “carnaval” é derivada do termo do latim “carne vale” que expressa “adeus, carne” ou “despedida da carne”; e significa que o consumo de carne é permitido pela última vez antes dos dias de jejum, no período da quaresma.  Quando ocorreu a difusão do Cristianismo já existia este tipo de festa entre os povos. Assim, a Igreja não se opôs formalmente à realização do Carnaval, entretanto buscou dar a este tipo de festa um caráter novo, retirando as práticas supersticiosas ou mitológicas, para colocá-la dentro da ideologia cristã. Posteriormente, as autoridades eclesiásticas conseguiram restringir a celebração oficial do Carnaval em três dias, os quais antecedem a quarta-feira de cinzas, considerada o primeiro dia da quaresma. A Igreja não instituiu, portanto, o Carnaval, mas o reconheceu e o subordinou aos princípios do Evangelho.
Hoje, podemos contar com um carnaval diferente, organizado por vários movimentos inseridos dentro da Igreja, cujo objetivo principal é o de levar Jesus para a vida das pessoas nestes dias de Carnaval, no qual em muitos lugares há festas com músicas que profanam o nome de Jesus, sexo, drogas, uso inadequado de bebidas alcoólicas, desrespeito a pessoa humana – que é templo do Espírito Santo. Levar Jesus as pessoas de uma forma diferente, na alegria que vem de Deus.
Nestes dias de Carnaval que possamos viver a verdadeira alegria juntamente com a Igreja e nossos amigos, evitando o que o mundo oferece a nós:
 
“Porque não miramos as coisas que se vêem, mas sim as que não se vêem. Pois as coisas que se vêem são temporais e as que não se vêem são eternas.”
(II Coríntios 4, 18)
 
Aos cuidados da Santíssima Virgem Maria,
Abraços.
Camila Csizmar Carvalho
Com. Mariana Resgate

 

 

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *