corte formações

O dom da fortaleza – tema da audiência geral em que o Papa lembrou os mineiros mortos na Turquia e os imigrantes mortos no Mediterrâneo

0 83

Muito vento em Roma numa manhã cheia de sol e de entusiasmo, como sempre, na Praça de S. Pedro com uma grande multidão que saudou e ouviu o Papa Francisco dizer que os três primeiros dons do Espírito Santo permitem-nos entrar em intimidade e comunhão com Deus: sabedoria, intelecto e conselho. Sobre estes dons foram as catequeses das últimas audiências. Nesta quarta-feira o Santo Padre propôs o dom da fortaleza com o qual o Senhor vem em auxílio das nossas fraquezas e limitações. 
“Há uma parábola contada por Jesus…”
O Papa Francisco recordou a parábola do semeador: só a semente que cai no bom terreno poderá crescer e dar bom fruto. O semeador é o Pai que distribui abundantemente a semente da sua Palavra.

“ A semente, muitas vezes, confronta-se com a aridez do nosso coração e mesmo quando é acolhida arrisca-se a ficar estéril. Com o dom da fortaleza, ao contrário, o Espírito Santo liberta o terreno do nosso coração das tibiezas, das incertezas e de todos os temores que possam travá-lo, de forma que a Palavra do Senhor seja colocada em prática em modo autêntico e alegre.”

Com o dom da Fortaleza, o Espírito Santo liberta o terreno do nosso coração das incertezas e medos que impedem a Palavra divina de frutificar – afirmou o Papa Francisco. Hoje não faltam situações de perseguição, nas quais os cristãos continuam a celebrar e testemunhar a sua fé a preço da própria vida – sublinhou o Papa Francisco que recordou todos os santos quotidianos que com o dom da fortaleza conseguem enfrentar as difíceis situações da vida com a ajuda do Espírito Santo.
“Então podemos dizer como o Apóstolo Paulo: ‘Tudo posso naquele que me dá a força’.”
Para vencermos a preguiça ou o desânimo que nos assaltam, invoquemos o Espírito Santo que sempre comunica nova força e entusiasmo à nossa existência, vivida seguindo os passos de Jesus – concluiu o Papa Francisco.
O Santo Padre saudou também os peregrinos de língua portuguesa:
“Uma cordial saudação a todos os peregrinos de língua portuguesa, especialmente ao grupo de Schoenstatt e aos fiéis de Franca e do Rio de Janeiro. Este mês de Maria convida-nos a multiplicar diariamente os atos de devoção e imitação da Mãe de Deus. Rezai o terço todos os dias! Deixai a Virgem Mãe possuir o vosso coração, confiando-Lhe tudo quanto sois e tendes! E Deus será tudo em todos… Assim Deus vos abençoe, a vós e aos vossos entes queridos!”

Fonte: Rádio Vaticana

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *