Aborto

O que a igreja fala sobre o aborto?

0 538

Irmãos, a paz!

Tudo bem?

Hoje falaremos de um assunto polêmico e que tem sido muito falado recentemente.

O aborto!

Um dos significados de “aborto” no dicionário Aurélio é: “Interrupção dolosa da gravidez, com expulsão do feto ou sem ela”. Gravidez, por sua vez, é o estado da mulher durante a gestação. Por fim, gestação é o “fenômeno de DESENVOLVIMENTO, no útero, do produto da fecundação (…) até que ocorre o nascimento”.

Vários conceitos, mas todos para nos auxiliar a entender melhor este assunto. Uma interrupção dolosa é uma interrupção voluntária, consciente. Ou seja, quem aborta quer, de qualquer maneira, retirar de seu corpo o ser humano que está sendo gerado.

A Igreja entende que desde a junção do óvulo com o espermatozoide já há vida e deve ser protegida!

A vida humana deve ser respeitada e protegida de maneira absoluta a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento de sua existência, o ser humano deve ver reconhecidos os seus direitos de pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo ser inocente à vida.

1

Antes mesmo de te formares no ventre materno, eu te conheci; antes que saísses do seio, eu te consagrei (Jr 1,5). Meus ossos não te foram escondidos quando eu era feito, em segredo, tecido na terra mais profunda (Sl 139,15).

O que muitas pessoas ignoram, distorcem ou fazem de tudo para mascarar é que o ser em desenvolvimento não é parte do corpo da mãe como, por exemplo, um órgão. Recentemente foi veiculado um vídeo, cuja a mensagem principal era: “meu corpo, minhas regras”. O problema é que o “corpo” em desenvolvimento não é parte do corpo da mãe. Logo, não pode estar sujeito às regras dela. São dois seres e o ser humano que irá nascer deve ser protegido e cuidado!

Além do mais, o aborto, na doutrina católica, é um pecado tão grave que leva à excomunhão automática:

A Igreja possui o Código de Direito Canônico e, uma de suas seções trata justamente das penas espirituais para aqueles que cometem crimes. O aborto é um desses crimes tipificados pelo Código. O cânon 1398 diz que: “quem provoca aborto, seguindo-se o efeito, incorre em excomunhão latae sententiae”. Portanto, mesmo que o aborto seja cometido em algum país cuja legislação não o tem como crime, mas sim como um direito, conforme dito, não deixa de ser e é punido exemplarmente pela Igreja. A excomunhão latae sententiae significa que, no momento em que o aborto é cometido, um juiz superior (Deus) julga, condena e executa a pena. Não necessita de declaração posterior de quem quer que seja. É automática e só pode ser levantada (suprimida) com a absolvição do Bispo local ou com a de quem ele conferir essa capacidade.2

 

Tendo em vista o ano da misericórdia (8 de Dezembro de 2015/20 de Novembro de 2016), o Papa Francisco concedeu a todos os sacerdotes, neste período, a faculdade de perdoar o pecado do aborto.3

Não podemos nos sujeitar à essa política e essa investida de Satanás que quer tirar a vida dos filhos de Deus e levar tantas pessoas a cometerem esse pecado! Seja você também mais um a lutar pela vida, com ORAÇÕES E AÇÕES, para impedir que o aborto seja legalizado e para evitar que mais mulheres venham a cometer este pecado/crime.

Que possamos nos unir sempre nesta luta e conscientizar o maior número de pessoas possível da gravidade deste ato.

Obs.: Recomendo MUITO a leitura deste post para complementar o entendimento do que foi colocado aqui:

Há pecados que só o bispo, ou o Papa, podem perdoar?

Rafael

Forte abraço!

Rafael Fernandes Martins

 

Referências

1 Catecismo da Igreja Católica (CIC) §2270

2 https://padrepauloricardo.org/episodios/aborto-e-excomunhao

3 http://br.radiovaticana.va/news/2015/09/01/sacerdotes_poder%C3%A3o_absolver_pecado_aborto_durante_ano_santo/1168750

Sugestão de leitura

* http://noticias.cancaonova.com/saiba-o-que-o-codigo-de-direito-canonico-diz-sobre-o-aborto/

* https://padrepauloricardo.org/busca?utf8=%E2%9C%93&search=aborto

Tagged with: , , ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *