Obras de restauração do Cristo Redentor terminam nesta semana

0 80

Uma novidade da reforma é a plataforma interativa que permite aos visitantes serem fotografados por câmeras instaladas na cabeça do Cristo Redentor

Da redação, com Arquidiocese do Rio

As obras de restauração e manutenção do Cristo Redentor terminam nesta semana. Para celebrar a ocasião, nesta sexta-feira, 11, o arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, presidirá, às 8h, a cerimônia religiosa de bênção do monumento.

O trabalho, de grande relevância técnica para a preservação do importante ponto turístico carioca e para a segurança dos visitantes, foi executado, com a aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), pela Cone Engenharia, em parceria com a Pirelli, patrocinadora da obra.

A restauração aconteceu nos dedos polegar, indicador e médio da mão direita e em quatro pontos da cabeça. Tesselas de pedra-sabão danificadas também foram reformadas, assim como a manta catódica, que é de suma importância para a proteção da estrutura de aço do concreto-armado do monumento.

A grande novidade é que o Cristo Redentor, a partir de agora, está ainda mais protegido contra as intempéries climáticas: houve um aumento no Sistema de Proteção de Descargas Atmosféricas (SPDA), com a expansão dos sistemas de aterramento da Gaiola de Faraday, para uma melhor blindagem eletrostática, e com a ampliação dos captores de pára-raios, que ganharam nova altura na cabeça do Monumento e alcançam até os dedos indicadores do Cristo Redentor, e não mais apenas até os polegares.

O presidente da Pirelli América do Sul, Paolo Dal Pino, participará da cerimônia de entrega da obra. Para ele, o evento é especialmente importante por também comemorar os 85 anos da presença da empresa no Brasil.“É uma alegria vermos o monumento completamente restaurado! E é maravilhoso termos conseguido ampliar seu sistema de proteção contra as descargas atmosféricas sem que nele houvesse qualquer alteração estética. Lindo, como sempre, e mais protegido, o Cristo Redentor está de braços abertos para acolher peregrinos do mundo todo”, destacou o reitor do Santuário Cristo Redentor, padre Omar Raposo.

“A ocasião é especial por colaborar com a proteção de um dos maiores símbolos do Brasil, visitado por pessoas de todo o planeta. Celebrar 85 anos de presença no país entregando ao povo brasileiro e ao mundo um Cristo Redentor restaurado e mais protegido é um grande orgulho para a Pirelli”, comemorou.

As obras começaram no início do ano, após partes do monumento terem sido danificadas por raios que o atingiram em dezembro de 2013 e janeiro de 2014.  De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Cristo Redentor, até então, vinha sendo atingido, em média, por seis raios a cada ano.

Nova plataforma interativa

Para complementar o presente que entrega à Cidade Maravilhosa, câmeras instaladas na cabeça da escultura irão mostrar como o Cristo observa a todos os que passam pelo monumento. O visitante, ao se posicionar em um local determinado, poderá ser fotografado por essas câmeras e postar a imagem nas próprias redes sociais.

No total, quatro câmeras foram instaladas na cabeça do Cristo: uma delas filma o local, outra é acionada com um super zoom para fotografar os participantes da ação, e as demais funcionam 24 horas, uma voltada para a Lagoa Rodrigo de Freitas e a outra para a Baía de Guanabara, com o objetivo de mostrar, em tempo real, imagens desses locais a partir da visão do Cristo.

Os interessados em participar dessa ação serão coordenados por promotores, devendo apenas fornecer seu Instagram para que as imagens apareçam logo em seguida em suas páginas. Quem não tiver Instagram, poderá capturar as fotos no hotsite da Pirelli destinado à ação www.pirelli.com.br/olhardocristo, que será alimentado também, minuto a minuto, por imagens panorâmicas captadas pelo “olhar do Cristo”.

Fonte: Notícias Canção Nova

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *