senhor_da_humildade_icone_russo

Quaresma com Maria

0 621

Estamos vivendo um tempo lindo em nossa amada igreja, a quaresma, tempo de conversão, que nos impulsiona a oração, ao jejum e a caridade, um tempo no qual nos preparamos para viver os mistérios da paixão, morte e ressurreição de nosso Senhor.
Podemos imaginar que Maria também viveu um tempo em que mesmo não sabendo o que iria acontecer preparava-se para algo diferente. A relação de Jesus com Maria era especial,  mãe e filho eram unidos não só pela condição familiar, mas pela fé na Missão que o Pai lhes confiara.  Podemos imaginar longas conversas entre os dois, nas quais ora um, ora outro, desvendavam as entrelinhas das escrituras e entravam mais e mais no mistério de Deus, conversavam sobre as leis terrenas de sua época que previam graves punições, e, a mais terrível delas, que era a morte na cruz, e os dois sabiam que isso poderia acontecer com Ele.
Maria, por sua vez, conhecia seu povo, conhecia a maldade e a dureza dos corações dos poderosos e sabia o que poderiam tramar contra seu Filho, ela sabia que podia perder seu Menino e que a dor lhe chegaria ao coração.  Talvez se lembrasse constantemente das palavras de Simeão e Ana quando esteve no Templo para oferecer os sacrifícios a Deus.  Talvez se lembrasse da perseguição em Belém e da vida no Egito.  Talvez se lembrasse de tudo o que os profetas anunciaram sobre o Messias… Maria, como muitos de nos fazemos, também se preparou para enfrentar aqueles dias dolorosíssimos que chegariam e que arrasariam seu coração de mãe. Mas, certamente, ela também haveria de se lembrar das promessas que Deus fizera a seu povo. Portanto, sabia que Deus lhe seria fiel.
Às vezes sozinhos não conseguimos nos preparar para viver este tempo da maneira que agrada o coração de Deus, com os nossos limites facilmente nos esquecemos de nossos propósitos e rapidamente desistimos de buscar constantemente a nossa conversão, porém graças à bondade infinita de nosso Deus ele nos deixou Maria, que como vimos tão bem soube se preparar para viver este momento e ela deseja ensinar-nos, com ela aprenderemos percorrer o caminho da oração, do jejum, da caridade, do recolhimento e do silencio. O papa Bento XVI afirma que a guia e mestre no caminho quaresmal é Maria.
Que a partir de hoje possamos experimentar viver cada dia desta quaresma com Maria e veremos como será mais mística e santa esta preparação, que possamos sentir a presença amorosa de Maria Santíssima, que caminha conosco para a Páscoa definitiva.
Não vamos nos esquecer de praticar algumas devoções marianas próprias deste tempo, como as “Sete dores de Maria”; a devoção a “Nossa Senhora das Dores” (cuja memória litúrgica é celebrada na sexta-feira da V semana da Quaresma); e a recitação do Santo Rosário, especialmente dos mistérios dolorosos.
Abraços fraternos…
Andréa Esteves
Com. Mariana Resgate

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *