Semana Santa é oportunidade para rever própria vida e arrepender-se, diz padre

0 23

Padre José Augusto afirmou que nesta semana é preciso refletir se a vida que cada um está levando o está conduzindo ao Céu ou ao inferno

Kelen Galvan
Da redação

Neste Domingo de Ramos, 14, milhares de fiéis participaram da Missa no Santuário do Pai das Misericórdias, na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP). A celebração foi presidida pelo padre José Augusto, da Comunidade Canção Nova.

Na homilia, o sacerdote falou sobre o Evangelho de hoje e lembrou que neste domingo dá-se início à Semana Maior, como a Igreja chama a Semana Santa.

Padre José Augusto lembra que existe dentro de cada pessoa um “desejo de ser santo”, mas só se “pisa na bola”. E Deus se lamenta, porque “Ele não quer perder nenhum de nós” / Foto: Wesley Almeida – Canção Nova

“Nesta semana Jesus entra na cidade de Jerusalém e entra agora cheio de paixão. Uma paixão de sofrimento por amor, Ele está indo para dar a vida por nós. É um amor que vem dele para o o Pai, e do Pai para com Ele, mas, parte desse amor dele para conosco. Para quando chegar lá na cruz Ele dizer ‘Pai perdoa-lhes’, porque na verdade o que fizemos foi só pisar na bola”.

Padre José Augusto lembra que existe dentro de cada pessoa um “desejo de ser santo”, mas só se “pisa na bola”. “É pecado atrás de pecado, uma sociedade onde as pessoas não querem saber de Deus. Dizem que querem Deus, mas dão as costas a Ele constantemente. E Deus se lamenta, porque Ele não quer perder nenhum de nós”.

O desejo de Deus é que todos cheguem ao Céu, para viver eternamente com Ele, enfatizou o sacerdote.

“Nesta semana temos que meditar nisso (…) temos que ficar refletindo como eu estou? será que a vida que estou levando é uma vida de filhos que querem ir para o céu? ou de condenados, que irão para o inferno um dia?”, motivou.

Padre José Augusto disse ainda que se o fiel constatar que sua vivência o está conduzindo ao inferno é preciso chegar na Sexta-feira Santa e “gritar para Jesus: tenha piedade de mim, não permita que eu me perca”.

Celebração de Domingo de Ramos deu início à Semana Santa / Foto: Wesley Almeida – Canção Nova

A partir da meditação da estações da Via Sacra, Padre José Augusto lembra o momento em que Jesus encontra as mulheres de Jerusalém, que choram, e Jesus diz a elas: “filhas de Jerusalém, chorai por vós e vossos filhos”.

Ele levou os presentes a refletir sobre como anda a vivência dos próprios filhos. “A vida que seus filhos estão vivendo, o que eles andam fazendo é motivo de choro ou de alegria? ‘Filhas de Jerusalém, chorais por vossos filhos’, pois muitos poderão estar caminhando para a perdição eterna”, alertou.

O sacerdote lembrou que Santa Brigida teve sete filhos e uma das filhas tornou-se santa. Quando ela estava com os filhos, ela dizia: “prefiro que vocês morram do que eu vê-los condenados”. Ela não queria que eles se condenassem, mas se tivessem caminhando para a perdição, preferia que eles morressem antes do que perderem a salvação eterna.

“Pais virtuosos, filhos virtuosos. Pais cheios de vícios, filhos cheios de vícios. Vocês, pais, estão levando uma vida de santos, para que seus filhos sejam vituosos? Ou seus filhos estão copiando os vícios de vocês, ao invés de copiar a santidade de vocês?”, enfatizou padre José Augusto.

O sacerdote explicou que os pais virtuosos não vivem pensando apenas em dar coisas materiais aos filhos, mas querem ver os filhos no Céu e, por isso, apontam Deus para eles.

Ele finaliza lembrando que a cada dia que passa, se está mais perto do julgamento de Deus, e os pais não podem ficar “nesta tranquilidade” de ver os filhos em pecado e achar que está tudo bem.

“Vamos para Jerusalém, com toda esperança. Enquanto estiver vivo, não percam a esperança”, incentivou o sacerdote sobre aproveitar este tempo para mudar de vida.

Fonte: Canção Nova

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *