Semana Santa

0 34

“Na Semana Santa nós vivemos o ápice da missão de Jesus, o plano de amor que percorre toda a história da relação entre Deus e a humanidade” (Papa Francisco).

Amados irmãos, depois de 40 dias de oração, jejum e esmola, vivendo o tempo da quaresma, chega a Semana Santa. Como Papa Francisco nos ensina, é o momento do ápice da missão de Jesus, ou seja, na Semana Santa se encontra o ápice da nossa fé. Vivendo em um país em que a maioria da sua população é cristã, é da nossa tradição o feriado nos dias solenes e as celebrações do tríduo pascal. Muitos de nós temos o costume de ir a algumas celebrações litúrgicas e comer peixe na sexta-feira da paixão; mas, será que esses atos nos permitem viver bem a Semana Santa?

O Concílio de Trento nos ensina que existem 3 maneiras de receber a Santa Eucaristia e que podemos fazer um paralelo com a Semana Santa. A primeira forma é a sacramentalmente, quando somente recebemos a comunhão. Quando não estamos aptos a comungar e mesmo assim entramos na fila da comunhão para recebê-la. Em outras palavras, quando somente estamos presentes na santa missa. Segundo, quando por algum motivo estamos impossibilitados de comungar, mas colocando o nosso coração em sintonia com Jesus comungamos espiritualmente. Terceiro, quando comungamos sacramentalmente e espiritualmente.

Amados irmãos, para se viver bem a Semana Santa, muito mais que ir às celebrações e participar sacramentalmente, é preciso também vivê-las espiritualmente. Ou seja, unir nosso coração ao coração de Jesus nesses dias. Entretanto, isso pode não ser uma tarefa fácil, visto que vivemos em meio a várias distrações. Então, nada melhor que conhecer antes cada passo desse grande momento que celebra o grande mistério insondável da nossa salvação para melhor vivê-lo.
O primeiro dia do Tríduo começa na Quinta-feira ao entardecer, o dia da entrega por amor. “Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13,1-2). Na primeira celebração, conhecida por Missa do Lava-pés, Jesus se entrega a nós instituindo a Eucaristia. Essa entrega nos garante até os dias de hoje estar em contato direto com Jesus na comunhão e na adoração à Eucaristia. Um Deus grande se faz pequeno em um pedaço de pão. Depois de se entregar na Eucaristia, Jesus segue para ser entregue à morte.

Liturgicamente, ao final da celebração do Lava-pés, o Santíssimo é exposto para que nós possamos fazer companhia a Jesus nos momentos de agonia antes de Ele ser entregue e morto. É momento propício para contemplarmos a Via Sacra, fazendo memória de tudo o que Jesus viveu nessas últimas horas de vida.

Na Sexta-feira, às 15h acontece a Celebração da Paixão do Senhor. Celebrando a entrega total de Jesus, podemos contemplar e adorar o mistério tão profundo do Pai que entrega Seu Filho para se tornar homem por amor e que, por sua vez, por obediência e amor a nós e para nossa salvação, se entrega à Cruz e volta ao Pai. Lembrando que na Sexta-feira Santa é um dia de jejum e abstinência de carne. Nesse segundo dia do Tríduo, Jesus desce à morte por nós, por nossos pecados. Neste dia de profundo recolhimento, devemos pensar sobre o mistério da morte e nos encher de esperança; pois não estamos sozinhos. Jesus está conosco, até mesmo nesse momento. Que possamos nos unir a Nossa Senhora no Santo Terço e como Ela no silêncio e confiança esperar a ressurreição do Senhor.

O terceiro dia começa com a Vigília Pascal, no Sábado Santo. Para nossa salvação, Jesus foi ressuscitado pelo Pai no Espírito Santo. A Vigília Pascal é a celebração eucarística mais importante para nós católicos. Nela celebramos toda a nossa fé, ela é dividida em 4 partes:

1) A liturgia da luz (com a bênção do fogo novo, símbolo do Espírito Santo no qual o Senhor foi ressuscitado; e do Círio Pascal, símbolo do Ressuscitado e o anúncio da Páscoa de Cristo e nossa);

(2) A liturgia da Palavra (com nove leituras que explicam o Mistério Pascal);

(3) A liturgia Batismal (com a bênção da água e o batismo e crisma dos que se prepararam durante a Quaresma);

(4) A liturgia Eucarística (a Missa de Páscoa, a partir do ofertório).

No Domingo, temos a Missa de Páscoa, em que novamente celebramos a Ressurreição de Jesus.

Que possamos nessa Semana Santa fazer da nossa vida nossa via sacra. Indo com Jesus ao calvário, nos entregando a Ele por amor, morrer junto com Ele para nossa vida velha e no terceiro dia renascer – homens e mulheres novos no Espírito. E assim gritar: Aleluia!!!

Peçamos ao Espírito Santo a graça de vivermos intensamente e na plenitude todos esses dias.

Santa Semana Santa!

.

 

.

Abraços fraternos,

Carolina Almeida

 

 

Referência:

https://www.domhenrique.com.br/blog

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *