jesus no deserto

Te levarei ao deserto e falarei ao coração

0 2110

A Igreja nos oferece através do Ano Litúrgico o santo tempo da Quaresma para a nossa conversão e santificação. Tempo no qual recordamos os quarenta dias no qual Jesus passou no deserto em jejum e oração.
Neste tempo da Quaresma, encontramos Jesus no deserto. O deserto foi o lugar das tentações, dos jejuns, porém também foi o lugar do encontro com Deus. O deserto também pode ser vivido por nós, o nosso “deserto” hoje, é o tempo que temos para parar, silenciar, rezar… tempo para ter uma vida espiritual de qualidade, de deixar que o Senhor nos transforme a luz de sua palavra.
Não tenho duvidas que este é um tempo que o Senhor nos convida a adentrar no deserto com Ele: “Por isso a atrairei, conduzi-la-ei ao deserto e falar-lhe-ei ao coração.” (Oseías 2,16), não podemos deixar de viver este tempo com o Senhor, pois o deserto é um lugar do aperfeiçoamento em Deus, através do recolhimento, do silêncio, da ausência da agitação que o mundo nos impõe, somos convidados a vivemos um tempo sagrado ao lado do Senhor neste lugar.
A tradição da Igreja sempre nos disse que Deus se encontra no silêncio e a Quaresma é tempo propício para isso: tirando de nós o barulho e às agitações externas, reencontrando o caminho do nosso coração para que possamos entrar em contato com aquilo que trazemos no mais profundo da nossa alma.
           
O tempo da quaresma é um grande retiro, é tempo de penitência, de renúncia e de escuta mais atenta à Palavra de Deus. Sustentados por esta Palavra, somos convidados à mudança de vida, á conversão.
Que nessa Quaresma possamos entrar em nosso “deserto pessoal”, e ouvir ai a voz Daquele que deseja falar ao nosso coração, que a nossa passagem pelo deserto nos ensine a sermos pessoas cada vez mais santas e fortes em Deus.
Que todas as manhãs durante estes quarentas dias possamos repetir:
“Atrai-me, Senhor! Leva-me ao deserto contigo! Fala ao meu coração! Quero conhecer tua voz e provar da tua intimidade.”
Abraços fraternos!
Andrea Esteves
Tagged with: , ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *