Um novo Pentecostes

Um novo Pentecostes

0 161

“Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. 2.De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3.Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. 4.Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” (Atos 2, 1-4)
É chegado o grande dia, o dia que a promessa se cumpre mais uma vez sobre a Igreja, o dia em que exclamamos “Veni Creator Spiritus”. Dia esse que clamamos a Deus que derrame a graça de um renovado ardor sobre nós, um fogo novo, que inflame nossa alma e transforme nossas realidades. É chegado o dia de pentecostes.
Pentecostes, do grego, pentekosté, quer dizer o qüinquagésimo é celebrado 50 dias após a páscoa. Jesus antes de ir para o Pai, disse aos discípulos que viria sobre eles o Espírito Santo e os daria força, pois a presença física de Jesus eles não teriam mais. Jesus não os deixaria órfãos, mas derramaria sobre os discípulos o Paráclito, a promessa se cumpriria dali a alguns dias e a Igreja nasceria.
 
O Espírito Santo é a terceira pessoa da Santíssima Trindade, o mesmo que pairava sobre as águas no inicio da criação, esteve presente em toda a história da humanidade, porém, antes, no antigo testamento, só era derramado sobre alguns, para que se cumprisse uma missão específica. Após a morte e ressurreição de Jesus essa realidade é transformada e a profecia de Joel se cumpre: “Depois disso, acontecerá que derramarei o meu Espírito sobre todo ser vivo: vossos filhos e vossas filhas profetizarão; vossos anciãos terão sonhos, e vossos jovens terão visões. 2.Naqueles dias, derramarei também o meu Espírito sobre os escravos e as escravas. 3.Farei aparecer prodígios no céu e na terra, sangue, fogo e
turbilhões de fumo. 4.O sol converter-se-á em trevas e a lua, em sangue, ao se aproximar o grandioso e temível dia do Senhor. 5.Mas todo o que invocar o nome do Senhor será poupado, porque, sobre o monte Sião e em Jerusalém, haverá um resto, como o Senhor disse, e entre os sobreviventes estarão os que o Senhor tiver chamado”(3,1-5). 
A mesma profecia foi pregada por Pedro após ser inundado pelo Espírito Santo naquela manhã no cenáculo. Agora, já no novo testamento, todos podem receber o Espírito Santo.
 
A Beata Helena Guerra disse em uma de suas cartas ao Papa Leão XIII: ““Oh! Se o Veni, aquele bendito Veni, que desde o Cenáculo a Igreja nunca cessou de repetir, se tornasse assim popular como a Ave Maria!”. Esse Espírito que sustenta a Igreja desde os primórdios, que deu força aos Papas, aos mártires, aos santos, que nesses 2011 anos transformou a vida de tantas pessoas, quer vir sobre nós para realizar maravilhas. Não sei qual é a situação em você vive, mas seja qual for, amado, o Espírito Santo quer não só te visitar, mas quer transformar sua vida, seu coração, quer reedificar o templo que é sua morada, você. Por isso peça ao Espírito Santo que renove sua vida, sua história, sua realidade, que Ele te plenifique e te ajude a ser mais santo, mais responsável, mais amável, mais justo.
Clamemos ao Espírito Santo que nos dê a graça de um renovado pentecostes, que nos fortaleça e nos leve a evangelizar, a anunciar o nome de Jesus, o resgatador de almas. Que Maria, possa interceder por nós como ela intercedeu no cenáculo naquela manhã e que possamos fazer uma experiência transformadora com o Espírito Santo de Deus, não só na data de pentecostes, somos chamados a fazer da nossa vida um constante pentecostes. Rezemos juntos ao Espírito:
Vinde Espírito Criador, as nossas almas visitai
e enchei os corações com vossos dons celestiais.

Vós sois chamado o Intercessor de Deus excelso o dom sem par,

a fonte viva, o fogo, o amor, a unção divina e salutar.

Sois o doador dos sete dons e sois poder na mão do Pai,

por Ele prometido a nós, por nós seus feitos proclamai.

A nossa mente iluminai, os corações enchei de amor,

nossa fraqueza encorajai, qual força eterna e protetor.

Nosso inimigo repeli, e concedei-nos a vossa paz,

se pela graça nos guiais, o mal deixamos para trás.

Ao Pai e ao Filho Salvador, por vós possamos conhecer

que procedeis do Seu amor, fazei-nos sempre firmes crer.

Amém!
De seu irmão,
Hélisson José
Formador do Ministério de Música Mariano Resgate
Tagged with: ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *