Vaticano aprova milagre que levará Carlo Acutis à beatificação

0 16

A Santa Sé não divulgou a identidade da pessoa que recebeu o milagre pela intercessão de Acutis, mas acredita-se que tenha sido um menino brasileiro 

 Um decreto publicado pela Sala de Imprensa do Vaticano no dia 22 de fevereiro de 2020 informa que o  Papa Francisco autorizou a promulgação do milagre atribuído à intercessão jovem Carlo Acutis, que deverá em breve ser proclamado beato. 

O milagre levado para o estudo do Vaticano teria ocorrido no Brasil, onde graças à intercessão do jovem venerável, um menino com uma rara doença congênita foi curado após rezar diante de uma relíquia de Carlo Acutis. 

Quem foi Carlo Acutis 

Carlo Acutis nasceu em 3 de maio de 1991, em Londres (Inglaterra), onde sua família viveu por motivos de trabalho. Anos depois, eles se mudaram para Milão (Itália). 

Fez a Primeira Comunhão aos 7 anos e, desde então, participava da Missa todos os dias e também rezava o terço, impulsionado pela sua devoção à Virgem Maria, a qual considerava sua confidente. Além disso, dava aulas de catecismo às crianças e ajudava as pessoas mais necessitadas. 

A intensa vida espiritual de Carlo o levou a inventar o que alguns chamaram de um “kit para tornar-se santo”, formado por Missa, Comunhão, Terço, leitura diária da Bíblia, confissão e serviço aos outros. 

Acutis também desenvolveu desde pequeno o seu talento pela informática e os adultos que o conheciam o consideravam um gênio. Ele criou exposições virtuais sobre temas de fé, como milagres eucarísticos em todo o mundo. Fez isso quando tinha 14 anos. 

Quando foi diagnosticado com leucemia, Carlo decidiu oferecer seus sofrimentos pelo Papa e pela Igreja Católica. Faleceu aos 15 anos de idade, em 12 de outubro de 2006, dia da festa da Virgem do Pilar e de Nossa Senhora Aparecida. 

Os restos mortais do venerável Carlo Acutis, conhecido como o Ciberapóstolo da Eucaristia, descansam desde abril deste ano no Santuário da Spogliazione (Despojamento), local onde São Francisco de Assis deixou tudo para seguir o Senhor. Antes de morrer, o jovem expressou seu desejo de ser enterrado lá. 

O milagre 

A identidade do miraculado e os detalhes da cura ainda não foram divulgados pelo Vaticano, entretanto, segundo o vice-postulados da causa de beatificação do jovem, o Padre Marcelo Tenório, tratar-se-ia da cura de uma criança mato-grossense. 

Em 15 de novembro de 2019, a Comissão Médica da Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano acolheu o relato da cura milagrosa de um menino ocorrido pela intercessão do venerável Carlo Acutis. 

Logo após a promulgação do decreto, o sacerdote da diocese de Campo Grande e vice-postulador da causa de Acutis afirmou: 

“Ontem, sexta-feira, Papa Francisco recebeu em audiência o cardeal Angelo Becciu, Prefeito da Congregação da Causa dos Santos e autorizou ao Discasterio a promulgar o Decreto sobre o Milagre atribuído ao Venerável Carlo Acutis. 

Aguardemos, com alegria, a data da Beatificação. VIVA CARLO!!” 

Segundo Padre Tenório afirmou o jornal Campo Grande News, a cura milagrosa, que foi levada ao Vaticano deu-se da seguinte maneira: 

“No dia 12 de outubro de 2010, na capela de Nossa Senhora Aparecida, de nossa Paróquia, no momento da Bênção com a Relíquia, aproximou-se um garoto, levado por seu avô e que sofria o drama do pâncreas anular, que trata-se de uma anomalia congênita rara. Essa enfermidade fazia com que a criança vomitasse todo tempo o que a deixava fraca e muito abatida, pois tudo o que comia, voltava, inclusive líquido. Já andava com uma toalhinha, porque era grave a sua situação. Cada vez mais fraco, debilitado, encontraria a morte certa… Na fila para bênção, a criança pergunta ao avô o que deveria pedir e ele lhe diz: ‘para parar de vomitar’, e assim aconteceu. Quando chegou a vez do enfermo, ele tocou na relíquia do Carlo e disse com voz firme: ‘Parar de Vomitar’ e, a partir de então, não vomitou mais. Em fevereiro de 2011, a família mandou fazer novos exames no garoto e foi-lhe constatada a plena cura”. 

Em 18 de outubro, em declarações à ACI Stampa – agência italiana do Grupo ACI –, o postulador da causa de Acutis, o italiano Nicola Gori, confirmou que a congregação vaticana recebeu o dossiê de “um suposto milagre ocorrido no Brasil de uma criança. Tudo está em estudo e as cartas estão sendo examinadas”. 

 Fonte: Aleteia

(Visited 16 times, 1 visits today)

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *