santidade não e utopia

Vida de santidade não é utopia.

0 157

20Muitas vezes em que se fala da necessidade de sermos santos, logo pensamos que isso é uma coisa muito difícil, que requer sacrifícios que estão além de nossas forças, que só os predestinados, os que Deus quer é que conseguem ser santos. Quem nunca pensou alguma vez na vida que para ser santo é preciso se trancar em um quarto, viver de pão e água, rezar, rezar e rezar? Digo para você, ser santo é algo tão fácil quanto o ato de pensar, a santidade não é utopia. 
Para entendermos isso, é necessário compreendermos essa palavra, “Santidade”. Ser santo quer dizer ser separado para Deus, ou seja, tomar a decisão de pautar minha vida, minhas atitudes em Deus e para Deus; é “estar no mundo, mas não ser do mundo” (Jo 17, 14-16). Vivemos em um mundo onde somos desafiados constantemente a lutar contra o pecado, que está sempre à nossa frente como um doce prazeroso, mas que é contrário ao coração de Deus que possui a felicidade plena. Só conseguiremos ser felizes se fizermos aquilo que Deus sonhou para nós, se correspondermos ao seu plano de amor, se formos santos. O sentido da nossa vida está em unirmo-nos a Deus em amor, em corresponder aos sonhos de Deus. Devemos permitir a Deus “viver a Sua vida em nós” (Madre Teresa).  (YouCat 342).
A Santidade consiste numa bela batalha contra as coisas do mundo, e isso exige de nós um constante exercício de perseverança. Se cair, se levante imediatamente e vá a Deus, recorra à confissão quantas vezes for necessàrio, o que não pode acontecer é ficar escravizado no pecado, nos vícios. Ser santo é “ser luz do mundo e sal da terra” (Mateus 5, 13-14), deixar rastros de Deus por onde passamos. Meu sonho é que as pessoas que me veem, que conversam comigo, que ao passarem pela minha vida sintam “vontade de Deus”, de experimentá-Lo, mas para que isso aconteça é preciso ser santo; só a santidade é capaz de fazer isso em nós.
Fico pensando às vezes no tempo. Hoje em dia não temos tempo para mais nada, parece que o dia nem bem raiou e já se finda, e o que fizemos de bom? Perdemos horas e horas fazendo o que não é necessário diante de um computador, ou em um bar jogando conversa fora, falando o que não precisa, ao invés de aproveitarmos esse tempo para falarmos de Deus, para estarmos com Ele. É possível ser santo jogando futebol ou praticando qualquer esporte, andando pela rua, navegando pela internet. A receita para isso é fácil, está na Palavra de Deus, na busca pelos sacramentos, no diálogo, na partilha. Portanto, a santidade não é utopia, e sim uma realidade a ser vivida por nós. É possível, creia; juntos conseguiremos.
Que Deus o abençoe
Hélisson José Moreira de Souza
Com. Mariano Resgate
Tagged with: , ,

Artigos Similares

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Seu comentário será publicado após aprovação! *Campos obrigatórios. *